Escleroterapia com espuma: uma opção no tratamento das varizes

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 30% da população mundial sofre com varizes. Destes, 70% dos casos são de mulheres.
As varizes são veias que se dilatam e se deformam, embaixo da pele e que podem causar sintomas como: dor e queimação.
Elas começam a aparecer a partir dos 30 anos e podem piorar com a idade.
Além da cirurgia, em casos específicos, as varizes podem ser tratadas com a aplicação de uma espuma diretamente na veia afetada.
Nesta entrevista o angiologista, Dr. Francisco Simi fala um pouco mais sobre este procedimento eficaz e mais simples que a cirurgia.

Quais as causas das varizes?
Mais de 70% dos casos tem como a principal causa a hereditariedade. Além disso, existem fatores externos que podem aumentar a probabilidade da pessoa desenvolver uma doença varicosa. São elas: obesidade, alterações hormonais, uso de anticoncepcionais, a reposição hormonal e a gestação. Inatividade ou algumas profissões em que o indivíduo passe muito tempo em pé ou sentado, como por exemplo, professores, balconistas.

Quais são os tipos de tratamento que existem?
O tipo de tratamento dependerá do tipo de varizes e do calibre das mesmas. Para pequenos vasos, chamados de telangiectasia é recomendada a escleroterapia. (tradicional ou com espuma densa)
As varizes de maior calibre podem ser tratadas com cirurgia convencional, laser ou radiofrequência.

O tratamento com espuma pode ser realizado em qualquer tipo de varizes?
O uso da espuma pode ser feito em varizes menores (telangectasias) ou de maior espessura.

Qualquer pessoa pode realizar a escleroterapia com espuma? Existe alguma contra-indicação?
Qualquer pessoa está apta a realizar a escleroterapia com espuma. A única contra-indicação é caso ela tenha alergia a substância poidocanol

É necessária internação para realização do procedimento?
Para o procedimento de escleroterapia não é necessária internação. Ele é um procedimento ambulatorial e pode ser realizado no consultório.

Como é feito o procedimento?
É um tratamento relativamente simples, mas deve ser realizado pelo médico angiologista.

É injetado um medicamento na veia que apresenta os vasinhos até que elas desapareçam.

Esta terapia pode causar alguma dor e desconforto, não só pela picada da agulha, mas pela entrada do medicamento na veia, mas a maioria das pessoas toleram bem esta dor.

Quantas vezes precisarei realizar o procedimento?
A eliminação das varizes e pequenos vasinhos com a escleroterapia com espuma é praticamente definitiva pois o vaso tratado não voltará a apresentar variz, mas outras varizes podem surgir porque este também tem uma característica hereditária.

Lembre-se: apesar de ser considerado um procedimento simples, a escleroterapia deve ser realizada por um médico angiologista. É também este profissional que poderá avaliar o melhor tipo de tratamento para o seu caso.

Dr. Francisco Simi é angiologista e cirurgião vascular e atende na Clínica Integra.

Publicado em Angiologia e Cirurgia Vascular, Novidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*